Resenha: Inferno no Ártico - Cláudia Lemes

06 novembro 2018



Sinopse:
Assassinatos bizarros abalam a cidade de Barrow, Alasca, durante o período de dois meses de noite polar. A detetive brasileira Barbara Castelo desconfia que seu primeiro caso de homicídio tem ligações com ocultismo, e precisa superar suas diferenças com o parceiro, Bruce Darnell, além de sua fobia do escuro, para encontrar o serial killer antes que ele consiga completar sua missão macabra.



Edição: 1 • Editora: Independente • ISBN: 9788592350857 • Ano: 2018 • Páginas: 308


Oi people, depois de um super hiato durante as eleições o blog voltou contudo, cheio de resenhas e leituras atrasadas. A primeira resenha que eu venho atualizar para vocês é a do livro Inferno no Ártico da autora Claúdia Lemes, que vocês deven estar lembrados, eu divulguei por aqui o projeto do financiamento no Catarse. Eu tive o prazer de receber o livro da Claúdia e o devorei assim que ele chegou, quem me acompanha em outras redes sociais, deve ter visto, pois já postei fotos e os primeiros comentários no Instagram, no meu perfil do Facebook e no Skoob, agora estou aqui pra trazer para vocês uma resenha mais detalhada e deixar bem claro, porque vocês devem ler essa obra.


A história começa nos mostrando um crime aterrorizante, nesse momento conhecemos o antagonista da história - O Execultor e essa cena se inicia preparando o caminho, mas não os nossos corações para tudo o que a trama nos reserva.

Na sequência, somos apresentando a uma protagonista extremamente forte e decidida, a detetive Barbara Castelo. Uma jovem filha de um americano com uma brasileira, que passou parte de sua vida no Brasil e que voltou para os EUA para morar com o pai, após a morte de sua mãe. Barbara é uma personagem extremamente completa e complexa, ela carrega uma forte carga dramática e também fortes conflitos, como traumas da infância, problemas familiares e a descoberta de que a vida dos seus país não era bem como ela imaginava. Esse ultimo torna-se o motivo dela decidir se afastar da vida que estava acostumada e partir para a cidade de Barrow, no Alasca. Lugar muito diferente do que ela está habituada, pois além do frio glacial, em determinados momentos do ano o sol se esconde durante cerca de 30 dias.

Surpreendentemente, para uma cidade pequena, após pouco tempo de sua chegada um crime brutal é cometido e seu modus operandi apresenta uma ritualística estranha, que leva barbara a desconfiar de que aquele assassinato tenha uma mensagem ainda pior do que a policia imagina. Suas suspeitas podem não ser muito bem recebidas pelo seu novo chefe e sendo assim ela passa então a investigar por conta própria, em partes com a ajuda do seu novo parceiro de quem ela não gosta muito e a cada nova descoberta, eles percebem que o inferno está próximo.

Inferno no Ártico é um thriller maravilhoso que nos prende do início ao fim da leitura. Tudo na trama é intenso, desde a apresentação das personagens, até a maneira que elas interagem entre si.
Para a Cláudia não é suficiente escrever sobre um assassino macabro e cruel, ela precisa criar a trama mais completa e profunda possível, com uma protagonista tão intensa quanto o serial killer, talvez até mais. Como sempre a Cláudia se sobressai na criação de personagens, intensos, e fodidamente reais, não houve como não me conectar com eles e a dinâmica da parceria que os envolve.
O enredo de Inferno no Ártico é extremamente rico, ao optar por protagonizar a sua história com uma mulher a autora, não se abstém de apresentar na trama as batalhas contra o machismo, que uma mulher em posição de poder precisa enfrentar todos os dias durante a sua vida, como  assédio, mansplaning, perseguição e etc. E tudo isso enriquece o enredo e nos aproxima mais ainda dessa personagem.

Outro fato que pra mim é uma característica forte da escrita da Cláudia Lemes, é o minucioso processo de pesquisa pelo qual suas obras passam, não só em termos que envolvem a investigação do caso, mas também do local onde a trama se passa. Tanto é que a trama se desenvolve numa cidade afastada do EUA, mas é tão bem descrita e ambientada em detalhes que podemos praticamente visualizar as ruas de Barrow. Vale salientar que a trama não se desenvolve no exterior por mero capricho da autora, o lugar tem importância direta com o desenvolvimento da história.
Eu devorei o livro e só não o fiz mais rápido porque estive bastante envolvida com a eleição (e tive que parar um pouco a leitura pra tretar no Facebook), mas completei a leitura em cerca de três dias. E nossa cheguei ao final do livro com várias interjeições na cabeça, em forma de palavrões, que tentavam exprimir a minha surpresa e excitação com a conclusão da leitura.

Inferno no ártico é Cláudia Lemes, sendo Cláudia Lemes. A trama é intensa e brutal, daquelas que bota o dedo na ferida e gira, variadas vezes. Não é uma história fácil, pelo contrário, toca em pontos extremamente delicados, envolve tabus e é permeada de gatilhos.
Porém aborda pontos que devem ser pensados, questionados e debatidos. É um livro que nos faz pensar na vida e na loucura do mundo.

A Escrita da obra é limpa e de precisão quase cirúrgica do tipo que te empurra pra próxima página, e para a próxima consecutivamente até o fim. Se não fossem as tretas politicas eu teria o lido de um só fôlego. Mesmo assim terminei leitura sedenta por mais. E com vontade de abraçar a Cláudia e dizer: "Obrigada por me deixar ler esse livro, foi por finais assim que me tornei leitora".

Inferno no Ártico marca o retorno da Cláudia Lemes ao mercado independente e olha não há maneira melhor de definir esse retorno do que dizendo que ela voltou metendo o pé na porta. O livro está incrível, desde o trabalho gráfico, que não deixa em nada a desejar pra nenhuma editora, até o seu conteúdo fabuloso. A matéria prima do livr é de primeira qualidade, a capa ficou deslumbrante, a impressão do livro está impecável e a revisão deixa no chinelo muita editora grande por ai. A obra sem dúvida valeu cada centavo que as pessoas que a compraram em pré-venda pelo projeto do Cartase empregaram e sem sombra de dúvidas mostrou que vale a pena investir e apoiar os próximos projetos da autora, pois a gente não vai se arrepender.

Espero que vocês tenham curtido essa resenha, qualquer dúvida ou opinião, deixem ai nos comentários. Beijos ♥

6 comentários:

  1. Ahhhh que resenha maravilhosa, me interessei pela leitura.
    Nunca li nada da autora e achei esse livro bem intenso e adoro mistérios.
    É maravilhoso quando o autor / autora se entrega na pesquisa de campo e inclui mais da região e até mesmo fatos históricos na trama. Dica mais que anotada <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  2. Oi Kris, não li nada da autora ainda, mas esta sua resenha me deixou super empolgada com o livro e com a autora. Com certeza vou anotar a dica.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Eu acho que eu me interessaria mais pelo livro se a ambientação fosse no Brasil. Já que há poucos tão interessantes assim nacional, mas a detetive parece ser uma personagem um tanto quanto legal de se acompanhar.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você pulou a parte da resenha onde eu disse que o livro é ambientado em lugar com um inverno glacial e que ocorre um fenômeno onde a noite dura 30 dias e que isso têm influência direta com a trama, então como esse enredo poderia ser ambientado no Brasil?

      Excluir
  4. Esse livro está nos meus desejados desde que "preguei" meus olhos nele. Não sabia que havia sido financiado pelo catarse, agora fiquei cabisbaixa por ter perdido essa preciosidade. Eu tenho muita vontade de ler as obras da Cláudia Lemes, pois nunca li nada e só vejo as pessoas tecendo elogias à autora. Ainda não sei por qual história começar, mas Inferno no Ártico tem grandes chances de ser meu primeiro contato com a escrita da Cláudia.

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Esse livro ainda não conhecia, mas fiquei extremamente curiosa. Parece ser um ótimo livro.
    Adoro livros que envolvam assassinatos, fico bastante envolvida na leitura.
    Li um livro recentemente com assassinatos, escrito nacional.
    Adorei sua resenha, já estou anotando sua dica e espero ler logo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :|
:-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥