Resenha: A Corte Infiltrada - Andrea Nunes

27 abril 2018



Sinopse: Um monge budista morre misteriosamente em um quarto de hotel em Brasília horas antes de um encontro com o presidente do Supremo Tribunal Federal, com pouca repercussão na grande mídia. Neurocientistas de um instituto de pesquisa do Recife desenvolvem uma poderosa máquina de estimulação magnética transcraniana. Um repórter investigativo, bonito e atraente como manda o figurino, faz pesquisas para uma matéria sobre o novo sistema de telecomunicações a ser implantado no STF, que será criptografado e à prova de escuta. A partir destes eventos aparentemente desconectados Andrea Nunes constrói a trama de "A Corte Infiltrada", um intrigante thriller policial trespassado pela realidade brasileira atual, em que julgamentos do STF são acompanhados como telenovelas e o crime organizado perpetra barbáries medievais em presídios e nas ruas de todo o país para consolidar e expandir seu poder. Como é indispensável na literatura de mistério, os fatos sempre estão à frente do leitor. O enredo avança com engenhosa mobilidade de cenários, em uma sucessão de reviravoltas e revelações, pontuado por enigmas escondidos em mandalas e armas neurológicas, enquanto você é apresentado a revoluções deste novo milênio como o iBrain. Durante a leitura sua mente estará em permanente estado de arrebatamento graças à sedutora corte que a escrita de Andrea Nunes lhe faz. Afinal, a literatura ainda pode ser uma surpreendente mistura de realidade e ficção.

Edição: 1
Editora: Buzz
ISBN: 9788593156090
Ano: 2017
Páginas: 262


A resenha de hoje é de uma obra nacional contemporânea, que aborda temáticas muito atuais, relacionadas a política do nosso país, a sua corrupção e ao crime organizado - A Corte Infiltrada da autora Andréa Nunes.

Em A Corte Infiltrada conhecemos primeiramente o repórter Edgar Trigueiro, que encontra-se no meio de uma entrevista no Supremo Tribunal Federal, sobre uma tecnologia nova prestes a ser instalada e que visa proteger e criptografar os dados e conversas dos celulares dos ministros. 
Porém na sequência ele descobre que em seu hotel um homem morreu em circunstâncias misteriosas. O homem era um monge budista e seus últimos esforços foram para manter-se numa pose que parecia tentar enviar uma mensagem para alguém. É então quando Edgar descobre que o monge tinha uma reunião marcada com o presidente do STF e que ele vem do mesmo lugar onde esta situada A TESLA, empresa que produziu a tecnologia que seria instalada na sede do Supremo, seu faro investigativo é aguçado e ele decide partir rumo ao Recife em sua investigação.
Lá ele conhece Thaís Fonseca a jovem monja aprendiz e braço direito do monge Nobu Kentaro, o falecido, é juntos eles mergulham no sombrio e perigoso universo de conspirações, pesquisas científicas e crimes.

A Corte Infiltrada tem uma trama bem rica em diversidade e complexidade. A Andréa construiu um enredo bastante moderno e que mesmo tendo sido há algum tempo atrás, mostra-se bem atual. Principalmente porque um de  seus principais elementos, a infiltração do crime organizado na política brasileira, leva a lembrar do crime ocorrido recentemente contra a vereadora Marielle Franco no estado do Rio de Janeiro. E nesse quesito a obra nos leva a conseguir enxergar a questão da corrupção por um viés bem mais claro e diferente dos que estamos habituados a ver reproduzidos pela grande mídia. Vale ressaltar que a autora tem bastante domínio em relação a temática citada, uma vez que ela é promotora de justiça desde 1995.
Em alguns momentos os fatos apresentados relacionadosa tecnologia parecem ser fruto de uma licença fictícia da obra, mas não são. A tecnologia citada na trama é real e toda formentada em pesquisas científicas. (Autor que faz  isso é outro nível)

A trama é rápida e enxuta, não existem partes enchendo linguiça, a leitura é dinâmica apesar da história não apresentar uma narrativa muito corrida.
A escrita da Andréa é bem limpa, beirando a linguagem formal, porém é clara e não cansativa, em alguns momentos são apresentados termos regionais pernambucanos e como um dos protagonistas não domina esses termos a autora inseriu nas falas de sua própria personagem a explicação para eles, achei essa uma excelente jogada.
A ambientação do livro é incrível e como conheço alguns lugares citados, posso dizer que ler sobre eles foi como estar lá mais uma vez.
Os personagens são muito bem construídos e cativantes.
O enredo foi desenvolvido unindo elementos na medida certa, temos investigação, ciência, política, arte e romance cada um recebendo o seu quinhão equivalente, sem corromper a proposta inicial da história. O que torna a leitura uma experiência prazerosa e que pode ser feita de maneira rápida.

Esse foi o meu primeiro contato com a escrita da Andréa e eu adorei, me sinto orgulhosa de ver uma mulher nordestina super competente galgando rumo ao seu lugar de sucesso. Amei a leitura é sem dúvidas recomendo.

9 comentários:

  1. Oii Kris.
    Fiquei curiosa para ler esse livro. Parece ter uma trama realmente muito boa.
    Geralmente não leio muito esse gênero, mas estou procurando remediar isso.
    Bjs
    Mary/ https://leiturasdamary.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Ah, já fiquei animada. Se querem colocar um sistema no governo, é perigoso, pois quais são as intenções do dono dessa empresa? Ele pode fazer o que quiser. E o que tem esse monge com a história? Não conhecia o livro, mas vou colocar na lista. Gostei muito da sua resenha.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei saber desse livro e já indiquei para um amigo. Mas em relação ao gênero como não sendo o que gosto de ler, não me chamou a mnha atenção, mas como faço direito seria legal ler uma ficção nesse estilo.

    Bjus** http://imagine-livros.blogspot.com.br/?m=0

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Adorei sua resenha. Não conhecia a obra, mas confesso que a premissa dela não me chamou muito a atenção. Apesar de ter gostado que ela conseguiu trazer temas mais complexos para seu thriller em uma boa ambientação. Parece uma obra pertinente para o nosso momento atual.

    ResponderExcluir
  5. Que interessante. Não conhecia e já me interessei. Fiquei curiosa para saber como a autora abordou assuntos tão complexos =D

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia a obra, mas confesso que não ela foge bastante do meu estilo de leitura. O tema é bastante atual, mas acho que já vemos isso todos os dias nos jornais e revistas, que ando preferindo livros que me tirem um pouco da realidade.
    De qualquer forma, gostei de saber que a autora conseguiu dosar bem os elementos na trama, como política, suspense e até romance. Além disso, achei legal a escrita dela ser mais direta e a leitura ser bastante fluida. Acredito que, para quem gosta de livros desse estilo, deve ser uma ótima indicação.
    Vou passar a dica dessa vez, mas amei ler sua resenha e ver que você gostou da leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem? Deixando apenas um adendo sobre alguns comentários, acredito que essa temática fuja da zona de conforto da maioria dos brasileiros e é justamente por isso que o país anda nesse caos político. O brasileiro não entende de políticas e não busca informação sobre, acaba não sabendo o poder que tem em mãos com o voto e sendo manipulado. E não, o tipo de instrução do assunto que temos no livro, está muito distante do que vemos exercido pela grande mídia tanto em jornais, quanto na tv, pois essa não instrui e sim engana e manipula. Essa comparação é mais um fruto da falta de conhecimento sobre o assunto. É uma pena pelo que tenho percebido, que mesmo no meio de leitores, vejamos que as pessoas não querem buscar expandir o conhecimento sobre esse assunto. Infelizmente reclamar e protestar mais tarde não resolve os problemas que possuir conhecimento prévio evitaria.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Não conhecia o livro ainda, mas fiquei bem interessada depois de ler sua resenha. Achei o tema bem interessante. Vou deixar a dica anotada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Nossa, eu nunca me interessaria por algo sobre o STF, mas esse livro, com certeza, me fisgou! Achei a história genial e bem rica. O que mais gostei foi o fato de ser tudo... possível, sabe? Haha. Quase como uma distopia. Parece ser uma leitura excelente! Vou deixar na minha wishlist, com certeza! <3

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :|
:-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd

Seja Bem-Vindo,
Interaja conosco, é um prazer poder saber a sua opinião.


Deixe seu link que retribuiremos a visita.
Não serão aceitos comentários ofensivos ou de span.

Volte sempre ♥